sábado, 10 de novembro de 2012

DIA DA LEITURA


É sabido que a leitura constitui-se com uma ferramenta importantíssima para o crescimento intelectual dos alunos do ensino médio, pensando nisso, foi elaborada uma aula que tem por objetivo incentivar os alunos da Escola Jonathas Pontes Athias ao hábito da leitura. Além disso, os alunos foram orientados com respeito a postura, entonação vocal, organização da equipe e, principalmente, AUTONOMIA. Com base nesses preceitos os alunos dos primeiros, segundos e terceiros anos, começaram as suas apresentações.

Neste ínterim, em ambas as salas, foi solicitado que um dos alunos criassem um cenário que estivesse ligado ao tema abordado na leitura, sendo que, para isso, este usasse apenas o quadro branco e os pincéis, e o que se viu foram desenhos de excelente qualidade e criatividade ímpar.  

É válido, ressaltar que em vários casos fui surpreendido com a organização apresentada pelos alunos, pois além da leitura tradicional eles ousaram e colocaram a cara de cada uma das equipes no trabalho, fazendo muitas fezes as leituras parecerem com um jornal.

Outro ponto a ser ressaltado, foi o tempo que os alunos tiveram para organizar cada uma das equipes, pasmem, foram apenas cinco minutos.

Na montagem fotográfica abaixo estão as seguintes turmas do turno da noite: 1º ano A e C; 2º ano A e 3º ano A e B.

Finalizando gostaria de agradecer a todos os alunos, pois sem o empenho deles ficaria impossível a realização desta aula, obrigado queridos.


FATOS E ATOS SOCIAIS (deficiência)


Nota do Blog: Professor Paulo, parabéns pela sensibilidade que você demonstrou na abordagem de um assunto que é tão importante para a sociedade.


O professor Paulo Santana (língua portuguesa e arte) organizou um projeto juntamente com os alunos dos primeiros anos A, B e C onde abordou a temática da inclusão. A partir da história real de uma moça tetraplégica que adquiriu a poliomelite (paralisia infantil) enquanto criança e sobrevive por mais de trinta anos num hospital e vê o mundo através de imagens refletidas num espelho colocado acima de sua cama. Esta moça, chamada Eliana, estuda e produz trabalhos intelectuais, precisa apenas que alguém ligue o notebook para ela e ajuste uma espátula em sua boca, pois utiliza-se da mesma para manusear o teclado do computador. Esta moça tem objetivos, tem sonhos, se apaixona, enfim, externaliza sentimentos comuns a todo ser humano, provando que a deficiência não limita a pessoa enquanto ser subjetivo, que tem necessidades, anseios, expectativas, etc.
Tudo isto foi retratado pelos alunos, a metodologia foi de leitura compartilhada, cada um leu um trecho do livro, de forma que se tornou compreensível a mensagem do mesmo.
O projeto abordou também o tema da importância do dia da consciência negra, como e por que existe esta data. Segundo o professor Paulo, este dia marca a morte de Zumbi dos Palmares (20/11/1695), grande lutador da causa negra. Para tratar deste assunto e ressaltar o negro e sua cultura marcante, o professor Paulo destacou o cantor americano Louis Daniel Armstrong (1901-1951) negro de personalidade forte e caráter ímpar, colocou uma música muito famosa para o público ouvir " WHAT A WONDERFUL WORLD", que quer dizer "Que mundo maravilhoso", para falar sobre este cantor o aluno Cosmo, da Escola Luzia Nunes fora convidado, sua voz possante  contagiou o ambiente.
Os convidados para compor a mesa de honra foram todos os professores, coordenadores, diretores (fundamental e médio) e o professor Edilmar da Escola Luzia Nunes.

O cantor Washington Hermes esteve presente para abrilhantar o evento, bem como, nosso aluno do 3º ano Mike, que revelou a todos o seu talento como músico. Obrigada!

Parabéns a todos os alunos que se empenharam neste projeto e, sobretudo, parabéns ao professor Paulo pelo carinho com que coordenou o trabalho do início ao final!

Abraços!

Postado por Sandra

Fonte: http://escolajonathasmedio.blogspot.com.br/

sábado, 3 de novembro de 2012


As geotecnologias podem ajudar de várias formas a formação dos alunos do ensino médio e fundamental, uma dessas formas é com a elaboração de mapas para facilitar o entendimento espacial dos alunos. Os mapas, quando são elaborados de acordo com as necessidades dos professores de geografia, proporcionam um entendimento sem precedentes aos alunos. Um exemplo é o mapa abaixo, que pode ser utilizado de para elaborar várias questões relativas ao continente africano. Observe!
Por: Professor Elton Jean Peixoto
Geógrafo Esp. em Geotecnologias

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Chuvas orográficas e de convecção

Estas imagens são para serem colocadas em questões de provas, colocando-as desta forma, os alunos não terão muitas dificuldades em identificar as chuvas, pois é desta forma que eu as desenho no quadro.
CHUVAS OROGRÁFICAS
 CHUVAS DE CONVECÇÃO

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Problemas da Divisão do Brasil - MAPA

O mapa fala por si, mas vamos lá, percebam que a Amazônia extrapola a Região Norte; o Polígono das Secas ultrapassa os limites da Região Nordeste indo até o Norte da Região Sudeste e por fim o Mato Grosso do Sul que faz parte da Região Centro-Oeste e o Paraná que está na Região Sul se relacionam muito mais com São Paulo que está na Região Sudeste.


Por: Professor Elton Jean Peixoto
Geógrafo Esp. em Geotecnologias

domingo, 23 de setembro de 2012

Teoria da Deriva dos Continentes - Mapa



Sei que a imagem não está das melhores, até por que eu apenas dei um tratamento grosseiro a ela, mas vou postar assim mesmo, pois eu procurei uma destas na internet e não achei.

Aos professores de geografia que quiserem usá-la em suas provas, fiquem a vontade. Aos alunos que desejarem utilizá-lo nos seus estudos (como treino) idem. Então vamos lá, esta imagem mostra a Teoria da Deriva continental, que o cientista alemão Alfred Wegener elaborou em 1912, nela ele propôs que há cerca de 200 milhões de anos, os continentes estavam unidos (Pangeia) e depois teriam se partido em dois blocos (laurásia e Gondwana). Posteriormente, outras fragmentações originaram os atuais continentes.


Por: Professor Elton Jean Peixoto, Geógrafo Esp. em Geotecnologias

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Fumaça em Marabá

O primeiro plano da foto é do bairro São Félix Pioneiro e o segundo é do loteamento Novo Progresso, ambos pertencentes a Marabá, a foto foi tirada em um fim de tarde e fala por si.


quarta-feira, 21 de março de 2012

Mapa da Vulnerabilidade Natural à Erosão para o Município de São Miguel do Guamá

Mapeamento da vulnerabilidade natural à erosão para o Município de São Miguel do Guamá, a partir de dados secundários, produtos de Sensores Remotos e ferramentas de Sistemas de Informações Geográficas, levando-se em consideração os dados sobre: geologia, morfologia (relevo), pedologia, vegetação e uso do solo e Clima. Através deste diagnóstico preliminar chegou-se ao Mapa de Vulnerabilidade Natural à Erosão com vistas a subsidiar a elaboração do Zoneamento Ecológico-Econômico do Município.

Autor: Professor Elton Jean Peixoto, Geógrafo Esp. em Geotecnologias